Automação e inteligência de dados na agricultura brasileira

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Nossa equipe conversou com especialistas no universo acadêmico, científico e empresarial sobre o que é tendência e o que já é realidade quando o assunto é automação de processos na agricultura. Você vem conosco até as cidades de Piracicaba e Sorocaba, ambas no interior de São Paulo, para ouvir o que esses especialistas no assunto tem a dizer.

Fonte: TV USP Piracicaba

Anúncios

Aplicativo ajuda empresas a saírem do sufoco

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Um programa de computador está ajudando empresas a saírem do sufoco. Essa tecnologia faz o contato entre fábricas que estão com máquinas paradas e outras que precisam de quem faça o serviço para elas.

Fonte: Jornal da Record

Tecnologia ajuda a gerenciar propriedades

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Informação é o que não falta para o produtor rural se planejar. Ao longo das últimas décadas a atividade se modernizou. A tecnologia e a assistência técnica, ajudaram a reduzir os riscos e a melhorar o desempenho.

Fonte: Negócios da Terra

Software identifica emoções de pacientes com câncer

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Muitas pessoas consideram escrever uma espécie de terapia, mas pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG) enxergaram na prática uma forma de auxiliar de fato na terapia contra o câncer. Eles criaram um programa de computador que é capaz de identificar o estado emocional dos pacientes por meio daquilo que eles publicam na internet, o Sentihealth.

Fonte: TV UFG

Projeto com software livre vai imprimir laboratório em madeira

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
O Laboratório de Tecnologias Livres da Universidade do ABC pretende construir um laboratório acadêmico utilizando madeira e uma impressora 3D e já lançou um financiamento coletivo para viabilizar o projeto. O projeto foi desenvolvido a partir de softwares livres.

Fonte: TV PUC-Rio

Entrevista sobre o aplicativo Dr. Milho

Clique na imagem para ver este vídeo

Embrapa apresentou um aplicativo para auxiliar os produtores no gerenciamento da lavoura de milho. O aplicativo é capaz de acompanhar todas as fazes do desenvolvimento do milho.

FONTE: Minas Rural

Dicas para você fazer aquela faxina geral na sua caixa de e-mails

Clique na imagem para ver este vídeo

Sua caixa de entrada está cheia de e-mails que você nunca leu — e nunca vai ler — ou de promoções daquela marca de refrigerante que você nunca tomou? Talvez esteja na hora de você fazer uma faxina geral no seu e-mail. Juntamos algumas dicas práticas de como você pode deixar sua caixa de entrada limpa e, de quebra, bem organizada. As recomendações vão desde criar pastas e etiquetas com nomes específicos até cancelar a assinatura de locais que você não gosta ou até mesmo não conhece.

FONTE: Exame.com

Software para apicultura

Clique na imagem para ver este vídeo

Projeto de Zootecnia da Universidade Estadual de Maringá (UEM) em parceria com o curso de Informática, desenvolveu uma nova tecnologia para Apicultura, no desenvolvimento de uma software, chamado de My Bee.

FONTE: TV UEM

Alunos da UnB produzem aplicativo para aulas particulares

Clique na imagem para ver este vídeo

Programa vai aproximar alunos e professores. Os idealizadores, alunos da Universidade de Brasília (UnB), uniram outros dois softwares na concepção do programa.

FONTE: UnB TV

App ajuda a identificar pragas em plantas

Clique na imagem para ver este vídeo

Uma equipe de cientistas em Hannover, na Alemanha, desenvolveu um app [aplicativo] que pode auxiliar agricultores, ou até mesmo quem tem uma horta caseira. O aplicativo Plantix, também disponível no Brasil, dá em poucos segundos diagnósticos sobre doenças de plantas. O banco de dados está preparado para detectar 60 tipos de pragas, além de problemas de nutrição.

FONTE: Deutsche Welle

Parceria entre Google e hospital oferece informações confiáveis sobre saúde

Clique na imagem para ver este vídeo

Correr para a internet para pesquisar sobre doenças e sintomas, antes mesmo de consultar um médico, se tornou algo comum nos dias de hoje. Porém, nem todo conteúdo tem qualidade. Pensando nisso, o Google e o Hospital Israelita Albert Einstein fecharam uma parceria que leva ao internauta informações revisadas por especialistas.

FONTE: Jornalismo SBT

Aplicativos de celular podem ser aliados na hora de praticar atividade física

Clique na imagem para ver este vídeo

Atualmente, há cada vez mais opções de aplicativos que funcionam como professores virtuais, para incentivar a prática de exercícios físicos. Mas, é necessário tomar cuidado para não provocar lesões no corpo, pois nada substitui a orientação de um profissional.

FONTE: Jornal da Record

Fapeam lança aplicativos para facilitar interação com pesquisadores

Clique na imagem para ver este vídeo

A partir de agora, os pesquisadores, bolsistas e público da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) já podem utilizar os aplicativos e-Fapeam e Fapeam Docs para acessar os editais, notícias, tutoriais, revistas, catálogos, relatórios, entre outros serviços da instituição.

FONTE: Amazon Sat

5 tarefas úteis que Siri, Cortana e Google Now podem fazer por você

Clique na imagem para ver este vídeo

A versão em português da Siri ganhou uma atualização que fez muitos internautas rirem nesta semana. Ao ser questionada se gostava de carnaval, a assistente pessoal da Apple soltou uma marchinha e ainda disse qual é a sua escola de samba favorita. No entanto, se engana quem acha que a Siri serve apenas para responder perguntas engraçadas. Tanto a assistente pessoal da Apple quanto a Cortana da Microsoft e o Google Now podem ser usados para realizar tarefas úteis. É possível ajustar alarmes, reproduzir músicas e até enviar mensagens.

FONTE: Exame.com

Software promete revelar a sua personalidade

Clique na imagem para ver este vídeo

Segundos os desenvolvedores, o software Psyware analisa 15 minutos de fala e com isso pode fazer um prognóstico estável da personalidade da pessoa que fez o teste. Para outros especialistas o programa funciona como um horóscopo e só dá respostas que cabem a todos. Veja como funciona no vídeo.

FONTE: Deutsche Welle

Aluno cria um jogo para combater o mosquito aedes aegypti

Clique na imagem para ver este vídeo

Um iniciativa criativa leva a discussão problemas sociais para crianças e adolescentes por meios dos games. No Maranhão, um aluno do sistema de informação, criou um jogo que para vencer é necessário combater o mosquito aedes aegypti em diversos tipos de situações.

FONTE: TV Brasil

Aplicativo avisa população sobre desastres naturais

Clique na imagem para ver este vídeo

Uma mensagem SMS no celular vai avisar a população sobre o risco de desastres naturais. O serviço é uma parceria entre a Defesa Civil nacional e a dos estados, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e as operadores de celulares.

FONTE: Unisul TV

Aplicativo identifica potencial de geração de energia solar dos telhados de casas e prédios

Clique na imagem para ver este vídeo

Um aplicativo identifica o potencial de energia solar dos telhados de casas e prédios da cidade do Rio de Janeiro. A intensão do Mapa Solar é investir em energia limpa. Para mais informações, acesse: http://portalgeo.rio.rj.gov.br/mapasolarrio/.

FONTE: TV Brasil

Uma tecnologia que reduz os custos da lavoura de arroz

Clique na imagem para ver este vídeo

A cultura do arroz exige manejos adequados em diferentes fases do cultivo. Tradicionalmente, os produtores já sabem o que fazer. Mas a tecnologia tem ajudado a aumentar a precisão, reduzindo os custos de uma lavoura cada dia mais cara. Saiba mais sobre o aplicativo GD Arroz.

FONTE: Emater/RS-Ascar

Google lança app educativo onde crianças podem criar histórias interativas

Os dispositivos e ferramentas digitais de hoje oferecem grandes oportunidades para que as crianças imaginem, inventem e explorem com tecnologia, e o mais importante de tudo, divirtam-se. Ao longo dos anos, a Google trabalhou próximo de educadores para criar programas para as crianças criarem através de códigos, transformarem seus sonhos em doodle e explorarem locais exóticos como a Antártida ou Machu Picchu com a realidade virtual.

Hoje, a Google anuncia seu mais recente projeto para crianças – um que dará voz à imaginação delas e transformará seus dispositivos em ferramentas lúdicas para desenvolver habilidades criativas. Chama-se Toontastic 3D.

Brincando

Com o Toontastic 3D, as crianças podem desenhar, animar e narrar suas próprias aventuras, novas histórias, relatórios escolares e qualquer outra coisa que eles possam imaginar. Tudo que elas precisam fazer é mover os personagens na tela e contar sua história. É como um teatro de fantoches digital, mas com enormes mundos 3D interativos, dezenas de personagens personalizáveis, ferramentas de desenho 3D e um laboratório de ideias com histórias de exemplo para inspirar novas criações.

Assim como o Toontastic original (lançado em 2011 e elogiado por educadores, crianças e pais do mundo todo), o Toontastic 3D permite que as crianças construam o que quiserem – incluindo livros ou lições de ciência para a escola, criem projetos, histórias curtas e desenhos.

O Toontastic 3D está disponível, gratuitamente, para download em celulares, tablets e Chromebooks selecionados na Google Play Store e App Store.

FONTE: Tecmundo

Empresa negocia exportação de aplicativo ao Catar

Uma empresa brasileira está negociando a exportação de um aplicativo para comunicação escolar, o ClassApp, a uma instituição do Catar. Com sede em Limeira, interior paulista, a companhia nasceu com a criação da ferramenta, que já é utilizada em mais de 100 escolas no Brasil. O aplicativo também está no exterior, em fase de implantação em uma escola do Canadá e em testes na Noruega, de acordo com o CEO da empresa, Vahid Sherafat.

O foco da plataforma é a comunicação do colégio com a família do aluno, ela é especializada nesta relação. Funciona com troca de mensagens, como o WhatsApp, mas tem características próprias para o meio escolar. “Foi pensado com recursos de privacidade, gestão e segurança que as instituições de ensino precisam”, conta Sherafat.

A escola cria a rede e envia os convites para os envolvidos, que podem ser professores, pais e alunos, e eles baixam o aplicativo. Os convidados são divididos em grupos e a escola decide quem pode falar com quem. Assim, a família tem possibilidade de por ali contatar a coordenação ou a secretaria da escola, em mensagens privadas, por exemplo. Ao enviar avisos ou qualquer tipo de mensagem, a escola fica sabendo quem leu o comunicado.

“Não existia no mercado ferramenta especializada na comunicação com os pais, é um grande desafio falar com a família”, afirma o CEO, lembrando como pode ser falha a comunicação por e-mails, que nem sempre são lidos. No caso do ClassApp, há um protocolo de leitura das mensagens. Mas se o pai não tiver o aplicativo instalado ainda, o sistema envia automaticamente mensagem de e-mail ou SMS. “É a primeira plataforma de comunicação escolar inteligente e proativa”, diz Sherafat, pelo fato de ela se basear no uso da tecnologia pelos pais e também em estudos.

O CEO é engenheiro de computação pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), especializado em Inteligência Artificial e consultor em Inovação. Ele criou a empresa juntamente com Samin Shams, engenheiro da Universidade de São Paulo (USP) com especialização em Desenvolvimento de Plataformas Mobile, CTO da ClassApp. Os dois têm filhos pequenos na escola e perceberam a necessidade de um aplicativo especializado na relação escola-família.

O aplicativo foi criado primeiro em inglês para o mercado internacional, mas os engenheiros logo notaram que havia demanda no mercado brasileiro. A ferramenta e a empresa foram postos em pé em 2014. No ano passado [2015], o aplicativo foi lançado comercialmente e no começo de 2016 foi apresentado no exterior, na feira British Educational Training and Technology (Bett Show), de tecnologia voltada à educação, em Londres, na Inglaterra. A ClassApp Sistemas, única brasileira expositora da mostra, participou como selecionada em um espaço para a inovação.

A feira abriu a possibilidade de conversas e apresentação do aplicativo para instituições educacionais de várias regiões do mundo, entre elas da África, Europa, Ásia e Oriente Médio. De acordo com Sherafat, houve uma presença grande dos árabes na mostra e escolas de outros países da região, como Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos, também conheceram o aplicativo. “O mercado oriental é muito parecido com o do Brasil, a instituição família é muito forte”, afirmou o CEO sobre os árabes. Segundo ele, há as mesmas dificuldades de comunicação escola-pais. Sherafat é descendente de iranianos.

Se a exportação ao Catar for fechada, o aplicativo funcionará em árabe. Atualmente, além do português e inglês, ele já existe no idioma norueguês. Sherafat acredita que a ferramenta terá ainda mais demanda no exterior do que no Brasil.

Para saber mais

ClassApp Sistemas
Telefone: 55 (11) 3042-0019
Site: www.classapp.com.br
Email: i@classapp.com.br

FONTE: Agência de Notícias Brasil-Árabe
Isaura Daniel – Jornalista

GD Arroz auxilia no planejamento das lavouras

Clique na imagem para ver este vídeo

A cultura do arroz exige manejos adequados em diferentes fases do cultivo. Tradicionalmente, os produtores já sabem o que fazer. Mas a tecnologia tem ajudado a aumentar a precisão, reduzindo os custos de uma lavoura cada dia mais cara. Clique aqui para baixar o aplicativo GD Arroz.

FONTE: TV Terra Sul

Novo aplicativo é criado para facilitar transações financeiras

Clique na imagem para ver este vídeo

Novo aplicativo, o Agipag, foi criado para simplificar e baratear transações financeiras. Confira na reportagem.

FONTE: SBT RS

Ferramenta localiza pesquisadores que produzem conhecimento para a educação

Quem são os pesquisadores e cientistas brasileiros que produzem estudos em qualquer área da ciência que podem contribuir com o campo da educação? Para facilitar essa localização e aproximar pessoas de diversas áreas do conhecimento, a Rede Nacional de Ciência para Educação (Rede CpE) e o Instituto Ayrton Senna, com apoio da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj), lançaram a Plataforma CpE, que combina critérios de busca com base em informações extraídas da plataforma Lattes e do Banco de Teses e Dissertações da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

Disponibilizada gratuitamente, a ferramenta quer incentivar a cooperação entre pesquisadores de todas as áreas que fazem interface com a educação. De acordo com Daniele Botaro, pesquisadora da rede, a ideia é que ela possa ser usada por qualquer pessoa para encontrar perfis acadêmicos, interagir com quem está pesquisando sobre o mesmo assunto ou até mesmo criar equipes multidisciplinares . “Você pode ver pessoas que são de dois mundos [da ciência e da educação], mas trabalham o mesmo assunto”, exemplifica.

A plataforma é resultado de um projeto que mapeou os perfis acadêmicos cadastrados nos acervos da Plataforma Lattes e do Banco de Teses e Dissertações da CAPES. Com apoio da ferramenta ScriptLattes, criada pelo professor Jesus Mena-Chalco, da Universidade Federal do ABC (UFABC), foram compilados dados dos currículos de pesquisadores que trabalham em linhas de pesquisa que tenham interface ou aplicação na área de ensino e aprendizagem. A partir da busca por 337 palavras-chave, foram identificados os perfis de 25 mil pesquisadores brasileiros, dos quais 2.5718 são altamente produtivos e colaborativos.

Dentro desse recorte, a plataforma CpE permite fazer a busca por esses investigadores ou grupos de pesquisa, combinando critérios como a senioridade acadêmica (compreendida pelo tempo entre a primeira e a última publicação), palavras-chave, área de atuação e rede de colaboração de um determinado pesquisador.

Com a possibilidade de integrar diferentes campos de conhecimento e impulsionar estudos multidisciplinares, o neurocientista Roberto Lent, coordenador da Rede CpE, projeta que nos próximos anos a plataforma pode ajudar a colocar o Brasil em uma posição de liderança no cenário mundial da pesquisa translacional, que aproxima o trabalho dos laboratórios e centros de pesquisa da realidade da sala de aula. “A ciência para a educação é um elemento de política pública inovador que pode representar uma aceleração dos indicadores educacionais brasileiros”, defende.

“Eu acho que agora nós demos o primeiro grande passo, mas não o último passo”, ressalta Mozart Neves Ramos, diretor de Articulação e Inovação do Instituto Ayrton Senna. De acordo com ele, a partir daí podem ser desenvolvidas outras estratégias para contribuir com a aproximação entre o campo da ciência e da educação, como por exemplo a criação de editais de fomento voltados para essas áreas de pesquisa. “Só vamos melhorar a educação básica se nós tivermos o conhecimento da ciência à disposição.”

FONTE: Porvir
Marina Lopes

Sistema de nutrição para bezerras leiteiras vence a Final Juiz de Fora do Ideas for Milk

Systech Feeder, um sistema de nutrição em tempo real para bezerras leiteiras, foi o vencedor da etapa de Juiz de Fora (MG) do primeiro desafio de startups voltado exclusivamente para soluções para a cadeia produtiva do leite. A proposta, que vai disputar a final nacional do desafio, em Brasília (DF), no mês de dezembro de 2016, foi desenvolvida pela equipe Salvati & Morais.

Os representantes da startup são Gustavo Salvati, aluno de doutorado no programa de pós-graduação em Ciência Animal e Pastagens da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq); o professor titular na área de zootecnia no Instituto Federal do Espírito Santo — Campus Itapina, Nilson Morais Júnior; e os estudantes Klerio Silva Rocha, Wildson Batista Groner, Lucas Reichelm Costa e Igor Gonçalves de Souza Salvati. A final local do concurso foi realizada na noite do dia 17, no Anfiteatro da Faculdade de Direito da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF).

O Systech feeder é um sistema integrado hardware/software que monitora em tempo real o consumo de concentrados de bezerras. Seu propósito é definir o momento do desaleitamento, otimizar tempo e mão-de-obra, promover ganho em desempenho e reduzir custo alimentar com gerenciamento eficiente via dispositivos fixos e móveis. A ideia de desenvolver o sistema teve como base a experiência do professor Nilson Morais Júnior, que observou a ausência de tecnologias para facilitar o fornecimento de ração, o desaleitamento e o monitoramento da nutrição de bezerras leiteiras.

O docente destaca que a única existente é o alimentador coletivo (leite e ração), o qual ainda não tem grande adesão pelos produtores devido ao seu preço e por não apresentar um controle do consumo de concentrados adequado. “O Systech Feeder atende a um amplo espectro de fazendas que utilizam casinhas tropicais, sistema argentino e bezerreiros individuais”, afirmou.

Segundo Lucas Reichelm, o desenvolvimento de sistema de controle alimentar tem como bases tecnológicas o dispositivo de fornecimento de concentrado, o sensor propriamente dito e a tecnologia de transmissão de informações, que é o software de gerenciamento e mecanismos de disponibilização das informações. O dispositivo de fornecimento de concentrado será adaptável a diversos sistemas individuais de criação de bezerras leiteiras na fase de aleitamento.

“O software de gerenciamento poderá gerar em tempo real e armazenar dados do consumo diário, número de refeições, consumo acumulado, consumo médio nos três dias anteriores. Além do mais, alertar quanto ao aumento ou reduções bruscas no consumo, momento do desaleitamento e necessidade de reposição de concentrado”, explicou.

Além da Salvati & Morais, participaram da final local as propostas: Milkup App (Italo Gama Pacheco), Icow (Gestão de Rebanhos Leiteiros), Scanner Bovino (UFJF) e Sistema de Monitoramento da Acidez do Leite desde a Ordenha ao Laticínio (IF Sudeste — Campus JF). A decisão da etapa de Juiz de Fora foi a segunda final local do Ideas for Milk. A proposta SCL Rota — Sistema de Coleta de Leite foi a vencedora da final da etapa de Belo Horizonte, realizada no dia 12.

As próximas finais locais são:

Viçosa (MG) — 22/11, às 17, no Centro Tecnológico de Desenvolvimento Regional de Viçosa (Centev)

Lavras (MG) — 23/11, às 17h, no InovaCafé, na Universidade Federal de Lavras (UFLA)

Porto Alegre (RS) — 25/11, às 17h, no Global TecnoPUC

São Carlos (SP) — 28/11, às 17h, no auditório da Embrapa Instrumentação Tecnológica

Campinas (SP) — 29/11, às 17h, no auditório da Embrapa Informática Agropecuária

Piracicaba (SP) — 30/11, às 17h, no auditório central da Esalq/USP

A final nacional acontecerá no dia 13 de dezembro em Brasília.

FONTE: Embrapa Gado de Leite
Marcos La Falce – Jornalista
Telefone: (32) 331-7495