Brasil perde R$ 200 bilhões por ano com a corrupção

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg

A Organização das Nações Unidas (ONU) apontou que o Brasil perde cerca de duzentos bilhões de reais por ano com atos de corrupção. O número alto é um alerta para o presente e uma reflexão importante sobre o tipo de futuro que não queremos para a nação.

Fonte: TV Canção Nova

Denúncias da operação Carne Fraca

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg

O Ministério Público Federal (MPF) fez cinco denúncias contra 70 pessoas na operação Carne Fraca, deflagrada em março. Entre os envolvidos em fraudes, estão fiscais agropecuários e empresários do ramo frigorífico.

Fonte: TV Justiça

Ex-presidente da Braskem pagou para a aprovar medidas provisórias

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

Carlos Fadigas, ex-presidente da Braskem, braço da Odebrecht para o setor de Petroquímica, confessou o uso de caixa dois para aprovar leis no Congresso Nacional que beneficiassem o setor. O delator afirmou que deputados e senadores de vários partidos receberam dinheiro depois da aprovação das medidas provisórias na Câmara e no Senado. Foram citados os senadores Eunício Oliveira e Romero Jucá, ambos do PMDB, e os deputados Rodrigo Maia (DEM) e Lúcio Vieira Lima (PMDB).

Fonte: Jornal da Record

Operação Carne Fraca completa um mês

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

Um mês depois da Operação da Polícia Federal em frigoríficos do País o consumo de carne no mercado interno caiu entre cinco e dez por cento, já as exportações caminham para a normalidade.

Fonte: TV Canção Nova

Há 9 anos, esquema de corrupção corrompe governadores, diz Odebrecht

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

De acordo com os depoimentos dos executivos da Odebrecht, o esquema de propina corrompeu os governadores de vários partidos, ao longo de nove anos. Ao todo, são 12 os governadores alvos de investigação e, por determinação do ministro Edson Fachin, três deles foram mantidos no Supremo Tribunal Federal (STF).

Fonte: Jornal da Record

Além de caixa dois, Odebrecht também pagava pela aprovação de medidas

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

As delações premiadas revelam que a Odebrecht também pagava pela aprovação de medidas. Em 2008, para evitar que a Braskem quebrasse, o Marcelo Odebrecht fez um acordo com Guido Mantega, então ministro da Fazenda. Dessa forma, o ex-presidente Lula teria de fazer uma medida provisória que permitisse o parcelamento de uma dívida da empresa. Em troca, Marcelo pagou R$ 50 milhões à campanha de Dilma Rousseff.

Fonte: Jornal da Record

Marqueteiros de campanhas teriam recebido milhões de reais da Odebrecht

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

Os depoimentos dos delatores da Lava Jato mostram um outro braço da corrupção: milhões de reais investidos nos marqueteiros de campanha. Era tanto dinheiro que, muitas vezes, era preciso fazer o pagamento no exterior. O último pagamento de caixa dois da empresa foi feito a Duda Mendonça, com quem a empreiteira tinha uma dívida de R$ 6 milhões. Para quitar o valor, a solução encontrada pelo departamento de propina foi comprar um terreno de Duda por um valor muito superior ao avaliado e, depois de concluído o negócio, devolver o imóvel ao marqueteiro.

Fonte: Jornal da Record

Odebrecht influenciava campanhas e até debates eleitorais

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

Em outro vídeo o dono da empreiteira Emílio Odebrecht diz que comprou um terreno do marqueteiro Duda Mendonça de modo super faturado afim de pagar a campanha de Paulo Skaf ao Governo de São Paulo em 2014. skaf é presidente da Fiesp.

Fonte: TV Gazeta

Os políticos que lideram o ranking da corrupção

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

Uma planilha, entregue por um ex-executivo da Odebrecht, Benedicto Barbosa da Silva Júnior, em suas delações premiadas, mostra quem são os políticos que mais receberam propina da empreiteira. Ao todo, a empresa pagou R$ 247 milhões em caixa dois, nas eleições de 2008, 2010, 2012 e 2014. Mas, o valor destinado aos políticos é ainda maior, já que no documento não aparecem os nomes de todos os acusados.

Fonte: Jornal da Record

Políticos alvos da Lava Jato se preocupam com as eleições de 2018

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

Muitos dos políticos que são alvos de inquéritos na Lava Jato já começaram a articular uma reforma política, que obrigue o eleitor a votar na lista fechada de partidos. A manobra seria uma forma de manter o foro privilegiado e fugir de eventuais punições.

Fonte: Jornal da Record

Novo sismo político no Brasil

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

O Brasil enfrenta mais um terramoto político em escala nacional, no seguimento do escândalo financeiro da Lava Jato. O Supremo Tribunal Federal (STF) desencadeou uma vasta operação judicial que visa parte da classe política. Ao todo foram feitos 76 pedidos de abertura de inquérito, envolvendo oito ministros, 24 senadores, 39 deputados e três governadores.

Fonte: Euronews

Lista de Fachin causa grande repercussão em Brasília

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

Luiz Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a Procuradoria-Geral da República (PGR) a investigar oito ministros, três governadores, 24 senadores e 39 deputados federais que fazem parte da chamada “lista do Janot”.

Fonte: Café com Jornal

Lava Jato: Fachin libera lista e abre mais de 80 inquéritos contra políticos

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

O ministro Edson Fachin, relatro da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal deu fim ao mistério e divulgou a lista de políticos suspeitos de crimes de corrupção, lavagem de dinheiro e fraudes em licitação. O documento leva o nome de 108 investigados, entre eles nove ministros do Governo Temer.

linha350x1.png
Fonte: Jornal da Record

Kennedy Alencar analisa impacto político da lista de Edson Fachin

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

A lista de Fachin atinge os principais partidos e cai como uma bomba no meio político. Veja análise de Kennedy Alencar.

O Supremo Tribunal Federal (STF) publicou a edição extra do Diário da Justiça com a íntegra de todas as decisões proferidas pelo ministro Edson Fachin sobre a abertura de investigação contra pessoas citadas nos depoimentos de delação premiada de ex-executivos da Odebrecht.

Com as decisões, foram abertas investigações contra oito ministros do governo federal, três governadores, 24 senadores e 42 deputados federais. A decisão do ministro foi assinada no dia 4 abril e estava prevista para ser divulgada após o feriado de Páscoa, no entanto, a divulgação foi antecipada para terça-feira, 11, depois da lista ser publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, que teve acesso à íntegra das decisões.

linha350x1.png
Fonte: Jornalismo SBT

Aécio Neves acusado de corrupção, se defende

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) diz que é mentirosa a acusação de que teria recebido R$ 70 milhões da empreiteira Odebrecht. Os recursos teriam sido transferidos para uma conta administrada pela irmã do parlamentar em Nova York.
Publicado na internet em 04/04/2017


Fonte: TV Senado

A Sociedade Rural Brasileira e a operação Carne Fraca

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

A jornalista Maria Lydia Flandoli, entrevista o presidente eleito da Sociedade Rural Brasileira (SRB), Marcelo Vieira sobre os desafios de sua gestão e a Operação Carne Fraca.

"O Reino Unido é o país mais corrupto do mundo"

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg

O jornalista italiano Roberto Saviano, que desde a publicação do livro “Gomorra” está sob proteção policial devido a ameaças da máfia, diz que o Reino Unido utiliza territórios como Gibraltar ou Jersey para negócios menos claros: “Os grupos de defesa da transparência mostraram dados que são irrefutáveis. O Reino Unido é, sem dúvida, o país mais corrupto do mundo, não em termos políticos ou de polícia, mas de lavagem de dinheiro. Para Roberto Saviano, Gibraltar é uma lavandaria de dinheiro.

Fonte: Euronews

Ministério Público processa Partido Progressista por desvios na Petrobras

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg?w=585

De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), entre 2004 e 2014, dez políticos do Partido Progressista (PP) participaram de um esquema que teria desviado mais de R$ 400 milhões da Petrobras. Segundo a denúncia, os deputados recebiam propina em forma de mesada.

FONTE: Jornalismo SBT

Fiscal diz que corrupção e fraudes em frigoríficos aconteciam há 10 anos

Clique na imagem para ver este vídeo
0.jpg?w=585

Daniel Gouveia Teixeira esteve em Londrina, no Paraná, para conversar com 19 fiscais que trabalham na cidade. Desde que levou a denúncia de irregularidades em frigoríficos até a Polícia Federal, ele foi afastado da fiscalização e recebeu ameaças de morte.

FONTE: Jornalismo SBT

Em áudio, Serraglio ameaça frigorífico para beneficiar amigo

Clique na imagem para ver este vídeo

O Jornal da Record teve acesso a gravações do ministro da Justiça, Osmar Serraglio, com donos de frigoríficos investigados pela Operação Carne Fraca. As conversas mostram que ele e o ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná, Daniel Gonçalves, agiam para defender interesses de empresas doadoras na campanha de Serraglio para deputado.

FONTE: Jornal da Record