Fio de seda pode ser o substituto do plástico

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
O fio de seda é um material que pode ter diversas aplicações. Seja na medicina ou na microeletrônica. Um grupo de cientistas da Universidade Tufts, em Boston, está desvendando as propriedades da substância.

Fonte: DW Brasil

Anúncios

A fábrica de ouro do universo

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Físicos e astrônomos anunciaram em 16/10/17 a primeira observação da fusão de duas estrelas de nêutrons. Dessa forma, os cientistas resolveram o enigma da origem dos elementos mais pesados como chumbo, ouro, ou platina, uma vez que fusões desse tipo de estrelas são fábricas de elementos pesados.

Fonte: Agência France Press

O que são ondas gravitacionais?

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Neste vídeo, Daniel Vanzella, do Instituto de Física da USP em São Carlos, conta como ondas gravitacionais são geradas e o que a teoria da relatividade de Einstein tem a ver com elas.

Fonte: Canal USP

A longa caminhada

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Qual é, afinal, a verdadeira idade do homem? Há quanto tempo estamos circulando aqui pelo planeta? Cada vez mais a ciência está se aproximando da data definitiva. Por enquanto, o que está valendo é o seguinte: se considerarmos o Homo Sapiens, os mais parecidos com a gente, ele surgiu há 300 mil anos. Se a referência for dos primeiros hominídeos ai a idade vai para 2 milhões de anos.

Fonte: Matéria de Capa

Sputnik: o primeiro satélite da história faz 60 anos

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Há 60 anos a antiga União Soviética (URSS) calou os Estados Unidos na corrida pelo espaço. Um foguetão inicialmente projetado para transportar uma bomba atômica colocou na órbita da terra uma pequena esfera metálica com pouco mais de meio metro de diâmetro, cerca de oitenta quilos e a capacidade de comunicar. O primeiro satélite da história chamou-se Sputnik, levava hora e meia para cada volta à terra e enviava sinais de rádio. Os sinais do triunfo soviético na corrida ao espaço.

Fonte: Euronews

Ondas gravitacionais: da teoria à prática

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Um professor da Universidade francesa de Lyon explica a importância do prémio Nobel da Física deste ano, atribuído aos primeiros trabalhos de deteção de ondas gravitacionais. Trata-se da primeira vez, desde a teoria elaborada por Albert Einstein, que um grupo de cientistas conseguiu medir a deformação espacio-temporal provocada pelas modificações de energia ou de trajetória de buracos negros ou de estrelas gigantes no Universo.

Fonte: Euronews

Excesso de luz nas cidades faz parque virar refúgio

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Como alternativa para observar o céu sem o incômodo de postes de iluminação pública, astrônomos amadores buscam descanso em lugares chamados de parques de estrelas. Neles, a iluminação artificial não perturba a contemplação, nem a rotina dos animais. Próximo a Berlim, uma capital que já foi considerada cidade europeia da luz, existe uma reserva desse tipo.

Fonte: DW Brasil

A importância da ciência no nosso dia a dia

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Celular, alimentos que podem ser transformados, GPS, cosméticos, vacinas… Produtos que fazem parte do nosso cotidiano dependem de pesquisa, dependem de ciência e tecnologia. Sem o que nenhum país progride.

Fonte: Rede TVT

Qual é o futuro da ciência e da tecnologia e do nosso projeto de nação?

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
A Finlândia reformulou seu sistema educacional há 40 anos e se tornou um dos maiores polos científicos do mundo. Países que estão conseguindo sair da recessão como Portugal investiram em ciência e educação. China, Cingapura, Coreia do Sul, Estados Unidos, Israel, União Européia – todos perceberam há tempos que a porta de saída da crise é o investimento em ciência e tecnologia.

Os atos do governo Temer nesta área mostram que estamos indo na contramão da história. O corte de 44% no orçamento do Ministério de Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações fez acender a luz vermelha na comunidade científica do nosso país.

Já estamos vendo universidades e institutos de pesquisa à beira do colapso financeiro. O fim do programa ‘Ciência sem Fronteiras’
a fuga de cérebros, pesquisas paralisadas, são as consequências mais visíveis.

Qual é o futuro da ciência e da tecnologia e do nosso projeto de nação?

Fonte: Rede TVT

O que seria da Terra sem atmosfera?

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
A existência de uma camada de gases sobre a Terra faz com que a vida seja possível como conhecemos hoje. Mas e se a atmosfera acabasse? Muito mudaria. O quê exatamente você fica sabendo na reportagem do Futurando.

Fonte: DW Brasil

Chuva de diamantes é recriada em laboratório

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
O fenômeno, que ocorre em planetas gasosos do Sistema Solar, foi recriado em laboratório por astrônomos da Califórnia.

Fonte: Jornal da Band

Somos feitos de poeira das estrelas ?

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Seriamos nós, humanos, parte alienígenas, formados pelo que sobrou da poeira de estrelas e supernovas, após gigantes explosões, que tiveram impacto em todo o universo? Cientistas levantam a hipótese de que, ao contrário do que se acreditava, as explosões ocorreram em pontos mais distantes do universo, muito além da via láctea. Porém, uma teoria todos concordam: cada ser humano é feito de material restante das explosões ocorridas há bilhões de anos.

Fonte: Matéria de Capa

Como se formam os terremotos

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
A crosta terrestre é formada por placas tectônicas em constante movimento. A colisão ou o afastamento dessas placas pode gerar terremotos. Esses abalos sísmicos podem ter diferentes graus de magnitude e até causar tsunamis. Veja no vídeo como acontece a formação de um terremoto em detalhes.

Fonte: DW Brasil

Arqueologia e a cultura Kaingang

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Cultura Kaingang e as pesquisas arqueológicas da Unesp relacionadas às questões indígenas são abordadas nesta edição do Artefato! Começamos o programa, visitando o Museu de Arqueologia Regional da Unesp de Presidente Prudente, cujo objetivo principal é divulgar para a comunidade os materiais arqueológicos de grupos indígenas, além de realizar deferentes pesquisas!

Fonte: TV Unesp

Mulheres na ciência

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Esta edição do Sala de Convidados fala sobre mulheres na ciência. Em um cenário em que as desigualdades de gênero ainda são enormes, na esmagadora maioria dos setores as mulheres ganham menos do que os homens, e que, apesar dos avanços, ainda há muito a caminhar na luta por igualdade, uma boa notícia chamou a atenção em 2017. Houve um significativo crescimento na participação das mulheres na produção científica no Brasil e a metade da ciência no país já é produzida por elas. Segundo o relatório Gender in the global research landscape (Gênero no cenário global de pesquisa, em tradução livre), a proporção de mulheres que publicam artigos científicos cresceu 11% e elas são responsáveis por 49% dos artigos publicados. O relatório apontou ainda que o Brasil é quarto país no mundo na produção de ciência por mulheres.

Fonte: Canal Saúde Oficial

Humanos chegaram em Sumatra há mais de 60 mil anos

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Uma nova análise de velhos fósseis situou a chegada dos humanos modernos procedentes da África à ilha indonésia de Sumatra há 63.000 anos, 20.000 anos antes do que se achava, informaram hoje fontes acadêmicas. A descoberta confirmaria as suspeitas da comunidade científica de que o Sudeste da Ásia era povoado há 45.000 anos, uma possibilidade apontada pela presença humana anterior a essa data na China e na Austrália, mas que até agora não se tinha provas.

Fonte: EFE Brasil

Padrão referencial do quilograma vai mudar em 2018

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
A nova metodologia vai utilizar constantes da física, ao invés de um pedaço de metal guardado na França.

Fonte: Jornal da Band

De onde vem o sabor das frutas?

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Químicos já produziram cerca de três mil aromas sintéticos para serem usados em alimentos e produtos cosméticos.

Fonte: DW Brasil

Serra da Capivara guarda vestígios históricos

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
O local está localizado no sertão do Piauí, na Serra da Capivara, e é considerado um dos patrimônios da humanidade onde são guardados vestígios históricos.

Fonte: Jornal da Band

Ciência brasileira sofre com corte de verbas

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Começam a aparecer os efeitos do corte de R$ 2,5 bilhões nas verbas para a ciência, promovido em março pelo governo Temer. Pesquisas importantes, como a da vacina contra o zicavírus, sofrem interrupção, enquanto jovens cientistas são afetados pela redução de bolsas de estudos.

Fonte: Rede TVT