Especialistas alertam para os riscos de parto cesárea

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
O Brasil é o segundo país com maior número de cesarianas no mundo. Muitas dessas cirurgias acontecem sem necessidade e o risco de morte do bebê é três vezes maior, tanto que a questão é considerada um problema de saúde pública. A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o índice de cesáreas num país chegue a no máximo 15%. Um estudo feito pela própria OMS revela que o Brasil está bem distante do esperado, já que 57% dos partos por aqui são cesarianas. Com isso, o Brasil está em segundo lugar, empatado com o Egito e atrás apenas da República Dominicana, que tem 58%. A Agência Nacional de Saúde (ANS) implementou, em 2015, a regras para tentar diminuir a quantidade de cesáreas feitas por planos de saúde no país, mas, de lá pra cá, os números continuam praticamente os mesmos: 82,25% dos partos são cesarianas.

Fonte: SBT Jornalismo

Anúncios