O brexit poderia ser amargo para o vinho do Porto

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
O Reino Unido constitui um dos maiores mercados de exportação para o vinho do Porto e a saída do país da União Europeia, o Brexit, põe em risco exportações no valor de quase 50 milhões de euros. Uma situação irônica para o mais apreciado dos vinhos portugueses, já que o negócio do vinho do Porto está ligado a nomes como Taylor, Croft, Churchill, Warre, Sandeman ou Symington. São os nomes das caves. Os britânicos presentes na região norte de Portugal são responsáveis pelo desenvolvimento do negócio. Londres não esclareceu se, depois de o Reino Unido deixar o bloco europeu, irá ou não aplicar as regras comunitárias ao chamados produtos com Denominação de Origem Controlada (DOC).

Fonte: Euronews

Anúncios