Startup é suspeita de rastrear dados de milhões de pessoas

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Com o celular sempre por perto, encontrar um motorista, um local para comer ou até mesmo fazer transações financeiras ficou mais fácil. Mas nem sempre toda essa tecnologia é aplicada para o bem do usuário. Uma startup está sendo investigada pelo Ministério Público por suspeita de repassar os dados de brasileiros a quase 500 aplicativos parceiros. O inquérito apura o rastreamento de quase 60 milhões de usuários de smartphones. A empresa garante que age de acordo com a lei e não acessa informações de identificação pessoal, mas o MP quer descobrir se a conduta da startup fere os direitos dos cidadãos e o Marco Civil da internet.

Fonte: SBT Jornalismo

Anúncios