Fenômeno divide ilha do litoral de São Paulo em duas partes

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
As seis famílias que vivem em uma pequena vila da Ilha do Cardoso, extremo sul do litoral paulista, monitoram diariamente o avanço do mar. Por conta da erosão, a faixa de terra está diminuindo e alterando a rotina de quem mora por lá. Perto dali, a comunidade que havia na Enseada da Baleia já não existe mais. Há um ano, as oito famílias que habitavam o local abandonaram as casas devido ao avanço do mar. O fenômeno é monitorado há pelo menos 20 anos e atingiu um novo patamar em agosto. No dia 27, a maré alta e o mar de ressaca destruíram da noite para o dia uma faixa de 170 metros de terra. Com isso, a ilha foi dividida em duas partes. Além da geografia, a mudança também afeta a economia da região, já que muitas famílias vivem da pesca e algumas das espécies mais comuns deixaram de ser encontradas.

Fonte: SBT Jornalismo

Anúncios