Pesquisadores analisam menina que viveu há 90 mil anos

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
A análise de DNA de uma garota que viveu na Sibéria há 90 mil anos pode ajudar pesquisadores a desvendar o passado dos nossos ancestrais. A menina foi fruto da relação entre pai e mãe de espécies diferentes de hominídeos.

Fonte: Band Jornalismo

Anúncios