Preços baixos de terras podem agravar conflitos agrários

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Um estudo do Imazon, Instituto do Homem e Meio Ambiente da Amazônia, mostra que a diferença dos preços de terras praticados pelo governo e pelo mercado chega a ser de mais de 90%. Por conta disso, o Pará deixa de arrecadar R$ 9 bilhões e a venda ilegal de terras acaba sendo estimulada.

Fonte: Jornalismo SBT

Anúncios