Desmatamento faz peixes de riachos emagrecerem

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Durante o doutorado em Ecologia no Instituto de Biociências da USP, o biólogo Paulo Ilha estudou os efeitos do desmatamento sobre os peixes que vivem nos riachos das cabeceiras do Rio Xingu. Uma etapa da pesquisa foi medir os efeitos específicos da temperatura da água dos riachos sobre esses peixes amazônicos. Junto com outros pesquisadores, Ilha descobriu que as temperaturas mais altas das águas dos riachos de áreas desmatadas afetam negativamente o crescimento dos peixes. Os peixes que vêm de riachos localizados em florestas preservadas podem “emagrecer” até 16% quando encaram as temperaturas registradas em riachos de áreas desmatadas.

Fonte: Canal USP

Anúncios