UnB estuda remédio a partir de sapos e cobras

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Na pele do sapinho-pingo-de-ouro há substâncias que valem muito para a ciência. O sapo vive na Mata Atlântica, em São Paulo, mas é foco de análises em diferentes partes do país. É que, a partir dele, pesquisadores conseguiram encontrar um remédio ainda em fase de testes, mas que pode ajudar a controlar a pressão alta. Um dos estudos é desenvolvido pela UnB em parceria com outras universidades federais e do exterior.

Fonte: UnB TV

Anúncios