App de transporte: serviço público ou atividade econômica?

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Na última semana, empresas de aplicativos de transporte, como Uber e Cabify, ficaram receosas com a possibilidade de que uma restrita regulamentação atrapalhasse seus negócios no Brasil, país tão receptivo às disrupções no transporte urbano. Com pressão popular, os senadores recuaram em pontos polêmicos. A regulação, entretanto, já é inevitável.

Fonte: Revista Época

Anúncios