Gilmar ironiza regra sobre fiscalização do trabalho escravo

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ironizou os critérios utilizados pelos fiscais do Ministério do Trabalho ao comentar a nova portaria sobre o trabalho escravo. As novas regras dificultam o combate e a punição à escravidão no país. A portaria é vista como um agrado do governo à bancada ruralista em troca de votos para barrar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Fonte: Jornalismo SBT

Anúncios