Militares reclamam de cortes no orçamento

Clique na imagem para ver o vídeo
0.jpg
Os cortes preocupam lideranças das Forças Armadas, que já tratam a situação como crítica. Do orçamento de 2017, 40% foram congelados. Nos últimos cinco anos, a redução de investimentos chegou a 44%. Uma das maiores preocupações dos comandantes é a vigilância das fronteiras, que já foi afetada. O monitoramento do uso de explosivos, apoio à segurança pública e até capacitação de oficiais também sofreu cortes. Segundo fontes do Ministério da Defesa, os recursos só cobrem os gastos até setembro. A falta de verba atinge também a Marinha e a Aeronáutica.

Fonte: Jornal da Record

Anúncios